© 2037 by Causa Vegana

CONTATO

Dúvidas, elogios, críticas, contribuições, anúncios:

causavegana.com

Acessar página inicial

Ativismo vegano: Ativistas realizam grande protesto em frente a matadouro em Hong Kong

December 20, 2017

O evento foi realizado pelos membros do grupo Hong Kong Pig Save

 

O evento foi realizado pelos membros do grupo Hong Kong Pig Save. Crédito: Lauren James

 


 

 

Ativistas realizaram um grande protesto do lado de fora do matadouro Tsuen Wan em Hong Kong, na China.

 

O evento foi realizado pelos membros do grupo Hong Kong Pig Save, que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a crueldade e a falta de ética da indústria pecuária.

 

O grupo defende a adoção de um estilo de vida vegano, ou seja, deixar de consumir produtos feitos a partir da exploração de animais.

 

Durante o protesto, cerca de 30 ativistas seguraram cartazes e se agruparam em volta dos caminhões que estavam trazendo porcos para o matadouro.

 

A Hong Kong Pig Save já organizou outras demonstrações semelhantes desde sua fundação em fevereiro de 2017.

 

Desta vez, os manifestantes estavam acompanhados de Joey Carbstrong, um ativista australiano conhecido por ser um grande defensor do veganismo e que estava visitando Hong Kong.

 

Carbstrong chegou a escalar o muro do matadouro para filmar os animais confinados no local.

 

O jovem ativista de 31 anos acredita em sua capacidade de converter as pessoas a um estilo de vida livre de crueldade.

 

“Em frente à injustiça, permanecer neutro te torna cúmplice”, afirmou ele.

 

Os membros do grupo cercaram cada caminhão que chegava à entrada do matadouro. Muitos deles acariciavam e davam água aos porcos.

“Em Hong Kong, a conexão entre os alimentos e os animais é frequentemente apagada. Nós trazemos as pessoas aqui para enxergarem os animais como seres vivos e não como uma costela no prato deles”, afirmou Ann Chan, uma das organizadoras do protesto.

 

Em cada um dos caminhões que chegavam, havia cerca de 40 porcos empilhados. Os pobres animais vinham abarrotados e pisavam em suas próprias fezes.

 

Os animais também eram maltratados ao serem retirados dos caminhões, com os funcionários batendo neles com varas e gritando.

O matadouro Tsuen Wan é um dos três que fornece carne para Hong Kong – os outros estão em Sheung Shui e em Cheung Chau.

 

Somando a produção dos três, cerca de 4.184 porcos, 48 ​​bovinos e nove cabras são mortos por dia, segundo dados do Departamento de Higiene Alimentar e Ambiental do governo de Hong Kong.

 

Fonte: ANDA (matéria de Laura Cruz)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

POSTS RECENTES
Please reload

Vegana

Causa

.com