© 2037 by Causa Vegana

CONTATO

Dúvidas, elogios, críticas, contribuições, anúncios:

causavegana.com

Acessar página inicial

Abandono de animais: crime aumenta cerca de 40% no fim do ano

December 30, 2017

Cresce o abandono de animais no fim do ano

Demanda do CCZ aumenta cerca de 40% nesse período porque, para alguns, os bichos se tornam empecilhos na época de festas.

 

 

 

Receber visitas em casa ou celebrar as festas de final de ano viajando deveria motivar o espírito solidário e a boa conduta das pessoas. Porém, sem saber o que fazer com os animais de estimação em meio à data festiva, tem gente que decide jogá-los para "escanteio". Há casos, ainda, de bichos que, por estarem doentes e debilitados, deixam de ser "úteis" para o dono.

 

A constatação é do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Bauru, que identificou tal tendência na época de férias e festejos. Segundo o órgão, neste período é comum o crescimento do índice de abandono de animais domésticos, principalmente de cães idosos e com necessidades de tratamento. Somente em dezembro, até a última quinta-feira (28), foram realizados 144 atendimentos e recolhidos 61 animais, número 38% acima do normal.

 

"Muitos deles são descartados em vias públicas em estado de sofrimento e alguns com zoonoses, como leishmaniose e esporotricose avançada. Outros, entretanto, são trazidos pelos seus proprietários com intenção de abandoná-los", pontua o diretor do Departamento de Saúde Coletiva do município, Mário Ramos de Paula e Silva.

 

 

'OBJETO QUALQUER'

 

Ele explica que a Divisão de Vigilância Ambiental possui um ambulatório de zoonoses com atendimento gratuito à população, realizado diariamente no período da manhã. A procura elevada de pessoas com objetivo de dispensar seus bichos de estimação chamou a atenção dos funcionários. "Muitos já chegam ao CCZ com intenção de descartar os animais, como se eles fossem um objeto qualquer. É uma atitude severa e inaceitável", critica.

 

De acordo com Mário, quando não configura-se risco em saúde pública e o animal tem a possibilidade de tratamento, é recomendado ao proprietário que leve-o a uma clínica veterinária, pois ao órgão compete apenas prevenir e controlar as zoonoses (como raiva, leishmaniose, entre outras), desenvolvendo sistemas de vigilância sanitária, epidemiológica e ambiental em saúde. "Mas, infelizmente, sabemos que esses animais acabam tendo as ruas como destino", lamenta o diretor.

 

Entre os animais recolhidos, os que apresentam quadro de saúde grave, como fratura de coluna ou leishmaniose, por exemplo, são submetidos a procedimento de eutanásia. Já os que têm condições de tratamento ficam disponíveis para adoção depois de estarem devidamente recuperados. 

 

CRIME

 

Vale lembrar que maus-tratos e abandono de animais é crime e o infrator pode sofrer penalidades previstas em lei. Bauru passou a ter, neste ano, uma legislação específica para combater o problema, ideia que surgiu através do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (Comupda) e foi encampada pela prefeitura e Câmara Municipal.

 

Conforme o JC noticiou, as infrações administrativas podem ser advertência por escrito e multa, entre outras punições. O valor da sanção varia de R$ 200,00 a R$ 200 mil, conforme a gravidade da infração.


Matéria: Mauro Libório
Fonte: JCNET

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

POSTS RECENTES
Please reload

Vegana

Causa

.com