© 2037 by Causa Vegana

CONTATO

Dúvidas, elogios, críticas, contribuições, anúncios:

causavegana.com

Acessar página inicial

Ser vegano é caro? Descubra como veganos economizam até 66% com alimentação

January 27, 2018

 

 

Dentre os principais argumentos contrários a adoção de uma dieta com restrição de produtos de origem animal está a acusação de um suposto elitismo imposto aos praticantes do veganismo. A explicação estaria ligada ao preço bem acima da média, apresentado por parte dos produtos "vegs". Para veganos entrevistados pelo Agro Olhar, no entanto, este estilo de vida pode sair muito mais barato do que se imagina, chegando a reduzir pela metade os gastos com alimentação



É o que explica a bacharel em direito Gabriela Franco, de 25 anos, que excluiu a carne do cardápio em nome da  paixão pela causa animal. A partir do momento em que ela, a mãe e o noivo mudaram a dieta o dinheiro investido em comida diminui até 66%. “Antes do veganismo eu não tinha uma consciência ambiental e de consumo como tenho agora. Era muito consumista e não me importava com os gastos. A conta do mês no supermercado ficava em pelo menos R$ 900”, recorda.

Agora, de acordo com a bacharel, o gasto máximo com os mantimentos é de R$ 300 mensais, o que atende à todos os membros da família. “Com dois pacotes de proteína de soja eu não gasto mais do que R$10 e passo um mês inteiro com isso. Hoje em dia ninguém passa o mês com R$10 de carne”, compara. 

Cálculo semelhante faz a produtora Yasmin Souza. Ela diz que destina atualmente R$ 250 todo mês para se alimentar. A jovem foi ovo-lacto-vegetariana por um ano e há três meses decidiu se tornar vegana para contornar problemas de saúde.

“Os gastos reduziram muito, antes eu gastava em torno de R$ 400 por mês. Comia fora ou comida de marmitex de restaurante. Uma ida ao mercado dava beirando R$ 300... e olha que a quantidade de coisa que eu comprava era menor do que o que compro hoje”, conta. 

Soluções caseiras

Para equilibrar as contas, os veganos propõem uma mudança completa de hábitos. Uma das sugestões é cozinhar ao invés de comer fora de casa. Segundo o bodypercier Octávio Gama, fazer sua própria comida ajuda e muito na hora de manter as contas e a alimentação em dia.

“A última vez que eu parei de comer carne foi há cinco anos e nessa época eu já sabia cozinhar, o que facilitou com os custos.” Octávio afirma que gasta no máximo R$ 150 com suas refeições por mês, comprando em feiras e evitando fazê-las em restaurantes.  Antes de se tornar vegano, o consumo girava entorno de R$ 300. Em média Yasmin, Gabriela e Octávio calcularam uma redução de gastos com comida em até 50%. 

A filosofia seguida pelos três representa o conceito pela página do Instagram “Vegana Pobre”, que conta atualmente com 20 mil seguidores. O conteúdo é criado pela servidora pública Bárbara Almeida e a publicitária Kassandra Delvizio, que compartilham dicas e receitas para economizar seguindo o ideal. 

As duas defendem que o veganismo não é uma dieta cara e que pode ser viabilizada por qualquer pessoa, de qualquer classe social.  "Um casal que acredita no veganismo acessível. Desde 2015 te inspirando nos momentos de dureza!", diz a descrição da página. 

 

 

Matéria: Lázaro Thor Borges

Fonte: OlharDireto

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

POSTS RECENTES
Please reload

Vegana

Causa

.com