São Paulo proíbe fabricação, comercialização e uso de fogos de artifício que emitem barulho


O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas, sancionou na manhã desta quarta-feira (23) uma lei que proíbe fogos de artifício barulhentos em todo o município.

Rojões e outros artefatos do tipo só poderão ser usados se não emitirem nenhum som, apenas luz. A nova regra proíbe não apenas o uso, mas também a fabricação e a comercialização desse tipo de produto.

A motivação para a criação da lei não foi somente o mal estar que esse tipo de barulho causa aos animais. Os males que esses ruídos causam aos seres humanos, especialmente aos debilitados, também foi fator decisivo para a aprovação.

“O que se espera é uma conscientização da população para os problemas provocados pelo barulho dos fogos. É algo que atinge idosos e bebês, além dos animais. As pessoas com autismo têm muitas dificuldades com barulho intenso.” – disse ao portal G1 o vereador Reginaldo Tripoli, um dos autores da lei.

A multa para o caso de descumprimento é de R$ 2.000,00 e pode quadruplicar a partir da segunda infração em um período de 30 dias.

A tradicional festa de ano-novo na Avenida Paulista deve ser bem diferente este ano. Sai o barulho ensurdecedor, ficam a música e a beleza dos fogos.

Fonte: Vista-se


POSTS RECENTES

Vegana

Causa

.com

causavegana.com

Acessar página inicial

CONTATO

Dúvidas, elogios, críticas, contribuições, anúncios:

© 2037 by Causa Vegana